Últimas

Cadeia do Pêssego faz avaliação do Sistema de Alerta

Cadeia do Pêssego faz avaliação do Sistema de Alerta
 No início deste segundo semestre representantes da cadeia produtiva do pêssego juntamente com técnicos da pesquisa e extensão vêem discutindo a situação atual da incidência da mosca-das-frutas nos pomares da região de Pelotas e as estratégias para  garantir qualidade e segurança ao consumidor.
 
 A Embrapa Clima Temperado e a Emater/RS dão continuidade ao Sistema de Alerta Moscas-das-Frutas, um programa de monitoramento da presença dos insetos com a indicação de práticas agrícolas repassadas semanalmente aos persicultores, através de boletins informativos impressos e de informes nas rádios dos municípios envolvidos – Pelotas, Morro Redondo, Piratini e Canguçu. O monitoramento é feito em três propriedades de pêssego.
 
Ao implementar o programa em 2011, a safra obteve um resultado positivo numa produção de 65 mil toneladas de pêssego. Para que a próxima colheita, que deve iniciar entre 30 e 40 dias, alcance uma produção satisfatória os persicultores devem estar atentos a adoção de manejo necessário nos pomares, já que neste ano de 2012, as condições climáticas são bem diferentes do ano anterior. “Nesta safra há locais onde a população da moscas-das-frutas está dez vezes maior em relação ao ano passado, as práticas recomendadas para o manejo desta praga devem de imediato ser implementadas”, alertou.
 
O grupo de trabalho acordou que para esta edição do Sistema de Alerta serão necessárias o desenvolvimento de ações para o fortalecimento do programa, assim como a realização de análises de resíduos nos frutos.
 
 Nesta quinta-feira (4/10) um encontro vai nivelar informações e padronizar procedimentos para o manejo da moscas-das-frutas e para    análise de resíduos nos frutos, além de detalhar ações programadas para a abertura da Colheita do Pêssego, evento a ser realizado este ano  no município de Cerrito (RS).
 
Além de técnicos da Embrapa e da Emater/RS participam do encontro representantes das prefeituras da região, associações de produtores, sindicatos de trabalhadores, as cooperativas e indústrias de pêssego.
 
Uma das novidades neste ano no Sistema de Alerta é a transmissão automática dos dados das três estações meteorológicas instaladas, nas propriedades produtoras de pêssegos, localizadas no interior de Pelotas (Santa Áurea e Rincão da Cruz) e de Morro Redondo (Colorado). 
 
Os dados da estação de aviso estão sendo enviados, via sinal de celular, para os computadores do Laboratório de Agrometeorologia da Embrapa. Isto permite o repasse de informações de hora em hora, possibilitando aos técnicos  avaliarem as condições climáticas que interferem no crescimento populacional da moscas-das-frutas e elaborarem, futuramente, um modelo de previsão de ocorrências.
  • Comente
  • Comente no Facebook

0 comentários:

Item Reviewed: Cadeia do Pêssego faz avaliação do Sistema de Alerta Rating: 5 Reviewed By: Unknown