Últimas

Saúde lança campanha para estimular doação de órgãos

A transplantada Nívia Castro dá seu depoimento. Foto: Rondon Vellozo
Você sabe como é feito o transplante de órgãos? Por meio de enquete, o Blog da Saúde descobriu que 54% das 962 pessoas que votaram não têm conhecimento de como é o processo da doação. E assim como muitos leitores do blog, várias pessoas ainda não sabem como funciona o procedimento. Por isso, nesta quinta feira (27), no Dia Nacional de Doador de Órgãos e Tecidos, o Ministério da Saúde lançou a campanha “Seja um doador de órgãos. Seja um doador de vidas”, protagonizada pelo ator José de Abreu e pela transplantada Nívia Castro, com o objetivo de estimular a doação voluntária de órgãos no país.
 
O passo principal para você se tornar um doador é conversar com a sua família e deixar bem claro o seu desejo de ser doador. Não é necessário deixar nada por escrito. A doação de órgãos pode ocorrer a partir do momento da constatação da morte encefálica. Em alguns casos, a doação em vida também pode ser realizada, em caso de parentesco até 4ºgrau ou com autorização judicial (não parentes).
 
De acordo com balanço produzido com base nos dados do primeiro semestre de 2012 e divulgado durante o lançamento da campanha, em Brasília, há um aumento de 12,7% de transplantes realizados em relação ao mesmo período de 2011. O transplante de pulmão teve aumento de 100 %. O segundo maior percentual foi o de coração, com 29% a mais quando comparado com os primeiros meses de 2011. Houve crescimento também dos transplantes de medula óssea (17%), rim (14%), córnea (13%) e fígado (13%). Também aumentou a quantidade de doadores de órgãos, que passaram de 997, em 2011, para 1.217, em 2012 (+22%).
 
“Esse crescimento reforça o aumento do desejo de doação e confiança da população no Sistema Nacional de Transplantes. Essa combinação é fundamental para que a gente mantenha um crescimento sustentável da doação e reduza as filas de espera por órgãos. Vamos superar as metas de doação de órgãos em 2012 e promover a qualidade do SUS”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.
 
Durante a solenidade, o ministro assinou uma portaria que institui a atividade de tutoria em doação de órgãos e transplantes no País. Essa é uma forma do Ministério da Saúde estimular centros de excelência a capacitar serviços que queiram melhorar ou iniciar a realização desse tipo de cirurgia. O objetivo dessa ação é investir na capacitação e fortalecimento da rede brasileira de transplantes.
 
Um dos critérios para a habilitação de centros de excelência é fazer parte da rede pública ou ser entidade sem fins lucrativos que atenda de forma complementar ao Sistema Único de Saúde (SUS). Outros critérios são: ter experiência de dois anos ou mais na área; realizar, no mínimo, três tipos de transplantes, sendo dois de órgãos sólidos e/ou um de tecido ou, ainda, transplante de medula óssea alogênico não aparentado; desenvolver estudos e pesquisas na área, entre outros.
O evento contou também com a participação de uma transplantada de coração: a estudante Nívia Maria de Castro Alves, de 12 anos. “Com oito dias, a pediatra me disse que Nívia tinha um problema de coração e a partir daí ela teve acompanhamento de um cardiologista até os três meses. Depois passou por quatro cirurgias no coração até ser transplantada em Fortaleza aos três anos de idade”, conta a mãe Francisca Castro. Emocionada, ela disse que a garota ganhou uma nova família ao conhecer os parentes do menino que doou o coração à filha.
 
Redes Sociais – A página oficial de Doação de Órgãos no Facebook atingiu, nesta semana, mais de 100 mil curtidas. É a página segmentada do Ministério da Saúde com maior número de usuários engajados. Além disso, dois meses após o lançamento da parceria entre o Ministério da Saúde e o Facebook para incentivar a doação de órgãos, mais de 80 mil pessoas já se declararam doadores. Lançada no dia 30 de julho, a funcionalidade permite que os usuários da rede social no Brasil – cerca de 40 milhões de pessoas – possam compartilhar esta decisão com amigos e parentes.
 
Para expressar no Facebook o desejo de ser um doador de órgãos, basta ir à Linha do Tempo e clicar em “Evento Cotidiano”. Depois é preciso selecionar a opção saúde e bem-estar e clicar em doador de órgãos, selecionando depois as pessoas que terão acesso a essa informação. É importante ressaltar que isso não substitui o caminho legal que a pessoa tem de percorrer, pois é a família que decide se autoriza ou não a doação de órgãos.
  • O ator José de Abreu falou ao Blog da Saúde sobre a importância da doação de órgãos.

Gabriella Vieira / Blog da Saúde
  • Comente
  • Comente no Facebook

0 comentários:

Item Reviewed: Saúde lança campanha para estimular doação de órgãos Rating: 5 Reviewed By: Unknown