Últimas

Nauro Júnior lança “Náufrago de um mar doce”

Foto: Paulo Rossi

foto PAULO ROSSI7398 300x200 Nauro Júnior lança “Náufrago de um mar doce” quinta feira(8) na Feira do Livro de PelotasNauro Júnior lança “Náufrago de um mar doce” na quinta-feira(8), às 18h, na 40ª Feira do Livro de Pelotas. O livro conta a saga de Nico, um pescador da pacata Vila da Palha, em Pelotas, que sobreviveu a um naufrágio na Lagoa dos Patos. A história mistura realidade, ficção e tem pitadas de autobiografia, segundo o autor.
 
Aventurando-se pela segunda vez na literatura, o repórter fotográfico conta que quando ouviu pela primeira vez o relato do naufrágio, percebeu que tinha nas mãos uma saga de literatura fantástica. “Perguntei ao Nico o que achava de um livro sobre sua vida e ele me questionou se alguém teria interesse sobre uma vida simples e sem graça como a dele”, revela. Sua história era maior do que imaginava. Após longas conversas a bordo do Tatuapú, barco do personagem, ou na margem do Arroio Pelotas, Nico e a mãe – Dona Judith – tornaram-se os protagonistas desta aventura. A universalidade da história é seu maior encanto. “Poderia ter se passado na Vila da Palha, em Pelotas, em Cuba, na Itália, ou em qualquer lugar do mundo”, avalia Nauro Júnior.
 
Para não deixar de lado nenhum detalhe da aventura, o autor conta que durante a concepção do projeto procurou reviver parte do que o personagem principal passou. Procurou Gauchinho, amigo de Nico e testemunha ocular do epicentro do naufrágio, e pediu que o levassem de barco até o cenário onde tudo aconteceu. “Lá me soltei a deriva para ser buscado mais tarde, eu queria viver o que meu personagem sentiu perdido no meio daquele Mar Doce”, revela.
 
De forma inédita, Fabrício Carpinejar assinou o prefácio do livro, de próprio punho, relacionando a trajetória do autor com a própria descrição da aventura vivida pelo personagem. “Ao descrever a história do lendário pescador, Nauro preocupa-se em resgatar o sentido do mundo familiar, o sentido de amar um lugar, o sentido de ser leal à verdade”, disse o escritor.
 
A história é contada em cinco capítulos, divididos por ilustrações de Pablo Conde, em 160 páginas permeadas de emoção e é editado pela Satolep Press. Nauro Júnior tem 43 anos e atua há mais de duas décadas como repórter fotográfico na região sul do Brasil. Ganhador de diversos prêmios de fotografia é autor do livro “A noite que não Acabou” (2010 – Editora Livraria Mundial), que foi o livro mais vendido na história das 39 edições da Feira do Livro de Pelotas. Depois do sul a publicação tem lançamento marcado no centro do país. No dia 28 de novembro na Livraria da Vila, em São Paulo e no dia 29, na Livraria Arlequim, no Rio de Janeiro.
 
Serviço:
“Náufrago de um mar doce” – de Nauro Júnior
Editora: Satolep Press
 
Lançamentos:
 
Pelotas: Dia 8 de novembro (quinta-feira), às 18h, na 40ª Feira do Livro de Pelotas.
 
São Paulo: Dia 28 de novembro, das 18h30 às 21h30, na Livraria da Vila (Alameda Lorena, 1731, Jardins)
 
Rio de Janeiro: Dia 29 de novembro, das 17h às 20h, na Livraria Arlequim (Praça XV de Novembro, 48, Loja 1)
 
Fragmento do livro:
- Eu não sou de raça morredeira!
Gauchinho tentou em vão convencê-lo a não enfrentar a Lagoa naquele final de tarde de outono, pois era certa a entrada de um temporal na caída da noite. Mas não conseguiu conter Nico, que insistia em ir até Dona Judith para que ela o benzesse.
 
Nico, um navegador experiente, iniciava ali uma imersão na imensidão misteriosa da Lagoa dos Patos, um verdadeiro “Mar de Dentro” como chamam os nativos da região. São 56 quilômetros da margem onde nasce o sol até a margem do poente, e 265 quilômetros que a separam do Oceano Atlântico por uma faixa paralela de terra. Reza a lenda que, em um passado muito distante, tudo foi um mar só.
  • Comente
  • Comente no Facebook

0 comentários:

Item Reviewed: Nauro Júnior lança “Náufrago de um mar doce” Rating: 5 Reviewed By: Unknown