Últimas

O Juiz do Jornalismo Radiofônico Canguçuense


Ele é o nosso Sensor, até pode parecer estranho à democracia, mas o sensor também age em tempos de liberdades públicas. Ele é o grande fiscal do que deve ser certo ou do que deve ser taxado de errado.

É o grande “Deus”, responsável por todos os mandamentos, ele sabe, ele diz, a construção da “Pátria Grande” socialista e comunista é a sua grande meta.

Nos tempos atuais é o representante do  partidarismo da velha mídia, que nada tem a ver com jornalismo, mas com sectarismo político na defesa de um velho modelo de gestão que contempla os órgãos de comunicação com montanhas de verbas públicas, trabalha em favor dos governos, ganha dinheiro e toma Coca-Cola. Mas claro, faz criticas a quem consome o “Big Mac”.

Na terra da onça tenta provocar em jovens  a uma “Miopia aguda ou surdez”, no melhor estilo Chinês cria um ambiente virtual onde tudo é bom e tudo funciona, aos contrários o fuzilamento é o julgamento predefinido. 

Propagador do Manifesto Comunista  quer abolir as verdades eternas, quer abolir a religião e a, moral, cria situações, cria verdades para manter viva toda a sua possibilidade de existência com os cenários e cotidianos.

Vivemos para conquistar, podemos nos expressar, não há um manual a ditar regras, somente vontade de expor sentimentos, com mais ou menos autoridade, impedir qualquer forma de manifestação é simplesmente a volta do período ditatorial, temos que respeitar, qualquer um, devemos deixar que cada pessoa possa ter a sua opinião e viva de acordo com as suas escolhas, isso se chama respeito!

Na politica somos livres para criticar, somos livres para observar, livres para questionar e concluir que este ou aquele partido político não serve para garantir os direitos constitucionais do povo brasileiro.

Para concluir, podemos até atacar alguma ideia, mas atacar pessoas diretamente não,   por isso repudiamos mais um ataque a liberdade, mais uma vez  um pseudo jornalista publica em rede social um ataque a liberdade de expressão.


Conteúdo publicado na rede social Facebook 

  • Comente
  • Comente no Facebook

2 comentários:

Anônimo disse... 25 de maio de 2015 15:51

Este "Legítimo representante do Partidão"por acaso é aquele que usa boné com a bandeira de Cuba? (E é tão comunista que vive dando banda de Tênis All Star - Simbolo do Imperialismo Norteamericano - e tomando Coca-cola).
Se este Rapaz fosse tão intendido como ele se diz, ele perceberia que este tipo infame de regine que ele "sonha" é uma escória e dois exemplos mais conhecidos que ainda sobrevivem no mundo moderno é sua amada, isolada e falida Cuba e os seus "companheiros" da Coréia do Norte, mas, como não tem uma visão muito ampla do mundo como um todo, ele idolatra gente desse tipo. Lamentável...

Anônimo disse... 26 de maio de 2015 10:46

"Intendido", faltou colocar entre aspas, pois, é assim que "eles" falam e não como os outros que "Entendem".

Item Reviewed: O Juiz do Jornalismo Radiofônico Canguçuense Rating: 5 Reviewed By: Ricardo Moura