Últimas

Denuncia grave contra atendimento médico no hospital de Canguçu

Hospital de Caridade - Foto: Ricardo Moura
Nesta segunda-feira (08) recebemos um relato com narrativas onde fatos graves são descritos por dois cidadãos Canguçuenses, um casal que vivenciou e sentiu na pele os problemas da saúde em Canguçu.
Com graves problemas de saúde Dona Sonia Solange necessita de cirurgia para colocar pinos em sua coluna, a primeira cirurgia feita em Rio Grande não solucionou seus problemas e as dores são muito fortes.
A paciente do sistema único de saúde já tem a nova cirurgia marcada, o problema são as constantes remarcações, as desculpas são de falta de leito na cidade de Pelotas o que impede a realização da cirurgia, o problema é que Dona Sonia pode deixar de caminhar.
Amparado pelo marido Giovani Tuchtenhagen ela procurou o Hospital de Caridade de Canguçu para receber atendimento no Pronto Socorro, no dia 02 de Julho recebeu uma medicação injetável que não diminuiu as dores, a internação foi a medida mais acertada para amparar a paciente do SUS.
O marido conta que o atendimento no pronto socorro foi bom,  mas que ao indagar o médico Iuri Jivagi Leite Guterres sobre a possibilidade de pedir transferência para a cidade de Pelotas e tendo em vista a cirurgia marcada se não seria o mais recomendado.
Giovane relata que se espantou com a atitude do médico, “Ela que espere sua vez!”, que conversinha é essa da família, não se bota o carro na frente dos bois, que dona Sonia jamais ficaria boa e continuaria com dores e que perderia alguns movimentos após a cirurgia.
Não satisfeito em trazer o pânico para a paciente o médico a chamou de mimada e que estava prestando uma caridade a paciente pois não recebia seu salário desde o mês de janeiro deste ano, mostrando descontrole o médico disse que não era mais médico da paciente e que ela estava de alta e que procurasse outro médico, a paciente foi liberada com dores e sem nenhuma prescrição do médico.
Todos os fatos foram acompanhados por testemunhas segundo o relato de seu Giovane, acompanhantes de outros pacientes do quarto 104 que ficaram estarrecidos com o acontecido.
Seu Giovane deve procurar os meios legais para que fatos assim não aconteçam mais, ele destaca que não existe nada a reclamar do hospital de Canguçu.
 
  • Comente
  • Comente no Facebook

3 comentários:

Anônimo disse... 9 de julho de 2013 20:10

É esses são os médicos de canguçu,que ao invés de nos dar apoio de nos confortar,simplismente so sabem nos colocar pra baixo nos humilhar.

Anônimo disse... 10 de julho de 2013 10:51

este medico é bem assim elese acha o senhor de tudo e de todos ms vai cair do cavalo logo ali pq gente deste tipo sem sentimento e arrogante nao vai muito longe ontem era um coitado k tambem usava o sus agora pq tem um pouco a mais de dinheiro acha k pode humiliar as pessoas simples

alex disse... 12 de julho de 2013 16:51

Me desculpem, mas eu gavo é quem vai procurar e ainda paga consulta para ser atendido por um muleque desses

Item Reviewed: Denuncia grave contra atendimento médico no hospital de Canguçu Rating: 5 Reviewed By: Unknown